Postagens

Mostrando postagens de Setembro 24, 2015

Investir os recursos no céu

Mateus: 6. 19. Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; 20. mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. 21. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração. - Bíblia JFA Offline

A frágil e fugaz vida humana

Salmos: 39. 4. Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou. 5. Eis que mediste os meus dias a palmos; o tempo da minha vida é como que nada diante de ti. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade. 6. Na verdade, todo homem anda qual uma sombra; na verdade, em vão se inquieta, amontoa riquezas, e não sabe quem as levará. 7. Agora, pois, Senhor, que espero eu? A minha esperança está em Ti. - Bíblia JFA Offline

Os filhos confiam no Pai celeste

Salmos: 131. 1. Senhor, o meu coração não é soberbo, nem os meus olhos são altivos; não me ocupo de assuntos grandes e maravilhosos demais para mim. 2. Pelo contrário, tenho feito acalmar e sossegar a minha alma; qual criança desmamada sobre o seio de sua mãe, qual criança desmamada está a minha alma para comigo. 3. Espera, ó Israel, no Senhor, desde agora e para sempre. - Bíblia JFA Offline

Deus soberano salvador

Salmos: 18. 1. Eu te amo, ó Senhor, força minha. 2. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio. 3. Invoco o Senhor, que é digno de louvor, e sou salvo dos meus inimigos. 4. Cordas de morte me cercaram, e torrentes de perdição me amedrontaram. 5. Cordas de Seol me cingiram, laços de morte me surpreenderam. 6. Na minha angústia invoquei o Senhor, sim, clamei ao meu Deus; do seu templo ouviu Ele a minha voz; o clamor que eu lhe fiz chegou aos seus ouvidos. 7. Então a terra se abalou e tremeu, e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto ele se indignou. 8. Das suas narinas subiu fumaça, e da sua boca saiu fogo devorador; dele saíram brasas ardentes. 9. Ele abaixou os céus e desceu; trevas espessas havia debaixo de seus pés. 10. Montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento. 11. Fez das trevas o seu retiro secreto; o pa…