Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 15, 2019

Comentários

Sexta-feira, dia 15 de Fevereiro de 2019 : Commentary Odes de Salomão De palavras de verdade me cumulou o Senhor, para que pudesse anunciá-la. Da minha boca a verdade flui como um rio. Os meus lábios mostram os seus frutos: o Senhor fez-me transbordar de conhecimento. Porque a boca do Senhor pronuncia o Verbo verdadeiro, ela é a porta da sua luz. O Altíssimo enviou ao mundo a sua Palavra e os que cantam a sua beleza, os arautos da sua majestade e os mensageiros dos seus desígnios, os evangelistas da sua mente e os apóstolos das suas obras. A subtileza do Verbo impede qualquer descrição. [...] O seu curso não tem fim, mantém-Se sempre de pé e nunca cai por terra; ninguém Lhe conhece a descida nem o caminho. [...] Ele é a luz e a aurora do pensamento, e n'Ele começa o mundo a exprimir-se. Todos os que se calavam encontraram n'Ele a Palavra porque d'Ele provêm o amor e a razão de ser. Inspirados pelo Verbo, todos os seres criados podem dizer quem são. Todos reconheceram o Cri…

Evangelho de Marcos

Sexta-feira, dia 15 de Fevereiro de 2019 : Evangelho segundo S. Marcos 7,31-37. Naquele tempo, Jesus deixou de novo a região de Tiro e, passando por Sidónia, veio para o mar da Galileia, atravessando o território da Decápole. Trouxeram-Lhe então um surdo que mal podia falar e suplicaram-Lhe que impusesse as mãos sobre ele. Jesus, afastando-Se com ele da multidão, meteu-lhe os dedos nos ouvidos e com saliva tocou-lhe a língua. Depois, erguendo os olhos ao Céu, suspirou e disse-lhe: «Effathá», que quer dizer «Abre-te». Imediatamente se abriram os ouvidos do homem, soltou-se-lhe a prisão da língua e começou a falar corretamente. Jesus recomendou que não contassem nada a ninguém. Mas, quanto mais lho recomendava, tanto mais intensamente eles o apregoavam. Cheios de assombro, diziam: «Tudo o que faz é admirável: faz que os surdos oiçam e que os mudos falem». Biblia Ave Maria

Deus é o nosso refúgio

Sexta-feira, dia 15 de Fevereiro de 2019 : Livro de Salmos 32(31),1-2.5.6.7. Feliz daquele a quem foi perdoada a culpa e absolvido o pecado. Feliz o homem a quem o Senhor não acusa de iniquidade e em cujo espírito não há engano. Confessei-vos o meu pecado e não escondi a minha culpa. Disse: Vou confessar ao Senhor a minha falta, e logo me perdoastes a culpa do pecado. Por isso a Vós se dirige todo o fiel no tempo da tribulação. Quando transbordarem as águas caudalosas, só a ele não hão-de atingir. Vós sois o meu refúgio, defendei-me dos perigos, fazei que à minha volta só haja hinos de vitória. Biblia Ave Maria