Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 10, 2017

Louvor à divina providência

Salmos 145: 1. Eu te exaltarei, ó Deus, rei meu; e bendirei o teu nome pelos séculos dos séculos. 2. Cada dia te bendirei, e louvarei o teu nome pelos séculos dos séculos. 3. Grande é o Senhor, e mui digno de ser louvado; e a sua grandeza é insondável. 4. Uma geração louvará as tuas obras à outra geração, e anunciará os teus atos poderosos. 5. Na magnificência gloriosa da tua majestade e nas tuas obras maravilhosas meditarei; 6. falar-se-á do poder dos teus feitos tremendos, e eu contarei a tua grandeza. 7. Publicarão a memória da tua grande bondade, e com júbilo celebrarão a tua justiça. 8. Bondoso e compassivo é o Senhor, tardio em irar-se, e de grande benignidade. 9. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias estão sobre todas as suas obras. 10. Todas as tuas obras te louvarão, ó Senhor, e os teus santos te bendirão. 11. Falarão da glória do teu reino, e relatarão o teu poder, 12. para que façam saber aos filhos dos homens os teus feitos poderosos e a glória do esplendor do…

Comentário São Francisco de Sales

Domingo, dia 10 de Dezembro de 2017 : Commentary São Francisco de Sales Tendo o povo de Deus sido reduzido à escravatura pelos pagãos e enviado como cativo para o meio dos persas e dos medos, depois de ter sofrido um longo cativeiro, o rei Ciro resolveu livrá-lo dessa servidão e reconduzi-lo à Terra Prometida. Qual poesia divina, o profeta Isaías entoou então estas palavras cheias de beleza: «Povo de Israel, consolai-vos, consolai-vos, diz o Senhor nosso Deus; a vossa consolação não será vã nem inútil. Falai ao coração de Jerusalém [...], porque a sua malícia chegou ao fim. E porque as suas iniquidades atingiram o máximo, serão perdoadas.» Por isso, dizia esse grande poeta ao povo de Israel: «Aplanai os vossos caminhos e endireitai as vossas veredas» (40, 1s). [...] Porque é que Deus diz que perdoará ao povo de Israel as suas iniquidades, se é verdade que ele atingiu o cúmulo da sua malícia? Os Padres antigos [...] ensinam que estas palavras podem entender-se [...] como se Deus di…