A total insensatez da idolatria

Isaías: 44. 6. “Assim diz Yahweh, o SENHOR, o rei de Israel, o seu Redentor, o Eterno dos Exércitos: ‘Eu Sou o primeiro e Eu Sou o último; além de mim não há Deus. 7. Quem então é como eu? Que clame! Que anuncie, que o declare na minha presença; desde que estabeleci um povo eterno, diga ele o que se passa e revele o que deve acontecer. 8. Não vos apavoreis, não temais; não vo-lo dei a conhecer há muito tempo e não o declarei Eu? Vós sois as minhas testemunhas. Porventura existe um Deus fora de mim? Não, não existe nenhuma outra Rocha; não conheço nenhuma!” 9. Os que modelam ídolos nada são, as suas obras de arte e objetos preciosos não podem lhes trazer nenhum proveito! Tudo isso é vão! As suas testemunhas nada veem e nada sabem, a fim de que sejam humilhados por seus próprios feitos. 10. Quem é que esculpe ou modela um deus e funde uma imagem, que nada lhe serve? 11. Com certeza, todos os seus companheiros e devotos serão envergonhados, bem como os seus artífices, que não passam de seres humanos. Reúnam-se todos eles e apresentem-se; todos eles se encherão de espanto e de humilhação! 12. O ferreiro toma uma ferramenta e trabalha com ela nas brasas; modela com arte um ídolo mediante hábeis marteladas, forja-o com o poder do seu próprio braço. Ele sente fome e perde a força; passa sede e desfalece. 13. O artífice em madeira estende o cordel e, com o lápis, esboça uma imagem; alisa-a com plaina, marca com o compasso e faz à semelhança e beleza de um homem, que passa morar em uma casa. 14. Um homem corta para si cedros, toma um cipreste ou um carvalho, fazendo escolha entre as árvores do bosque; planta um pinheiro e a chuva o faz crescer. 15. Tais árvores servem ao homem para queimar: com parte de sua madeira se aquenta e coze o pão; e também faz um deus e se prostra diante dele, esculpe uma imagem e se ajoelha diante dela. 16. Ele queima a metade da madeira no fogo e com isso prepara a carne para comer; faz um assado e dele se farta; depois se aquece e exclama: “Ah! Já me aqueci, já experimentei o calor e de tudo quanto essa madeira poderia me oferecer. 17. Então com o resto faz um deus para si, uma imagem de escultura. Ajoelha-se diante dela, prostra-se e dirigi-lhe suas súplicas em oração: “Ó Salva-me, pois tu és meu deus!” 18. Eles nada sabem nem entendem, porque os seus olhos são incapazes de ver e os seus corações não conseguem compreender. 19. Nenhum deles tem conhecimento ou inteligência para dizer: “Metade desta madeira usei simplesmente para fazer o fogo com o qual assei pão sobre suas brasas, assei também carne e assim matei minha fome. Ora, poderia eu fazer algo abominável com o que restou da madeira?” 20. Ele se alimenta de cinza. O seu coração iludido o desvia do bom caminho, de maneira que não pode livrar a sua alma, nem consegue confessar: “Isto que está em minhas mãos não é deus coisa alguma!” - Bíblia KJA Offline

Postagens mais visitadas deste blog

Misericórdia

Louvor à sabedoria do Senhor

Carta de São Judas a respeito da salvação